The music of Marie e os nós que ela deu em minha cabeça

Mais uma vez temos um mangá estrelando aqui no blog. Já li esse há algum tempo, mas a história me fez refletir por tanto tempo (e juntou com minha grande disposição para escrever sobre ela, pois nunca acho que é o bastante) que só agora consegui finalizar o post.

The music of Marie é frequentemente citada pelos sites sobre mangás que eu normalmente acompanho, contudo ainda não tinha juntado coragem para lê-la. E, olha, nenhuma das minhas desculpas hoje seriam válidas para deixar de me deliciar com essa obra.

marie-no-kanaderu-ongaku

Foi em uma sede de me encantar que comecei a ler The music of Marie (Marie no Kanaderu Ongaku, em japonês), um mangá publicado pela Comic Birz entre 1999 e 2001. O roteiro foi escrito e desenhado por Usamaru Furuya e teve seus 16 capítulos compilados em maravilhosos 2 volumes. A história se passa em um futuro utópico onde não há discussões, preguiça, avareza, brigas, nem avanços tecnológicos, apenas felicidade e harmonia. Toda essa paz é regida por uma deusa mecânica chamada Marie – que paira entre as nuvens.

Continuar lendo

Koe no Katachi, por que eu não te li antes?

Inicialmente Koe no Katachi, uma história Ooima Yoshitoki, foi publicada como uma one-shot na Bessatsu Shonen Magazine, da Kodansha, em janeiro de 2011. Após mais de dois anos, foi serializada em uma versão alternativa pela Weekly Shonen Magazine e conta com 64 capítulos compilados em 7 volumes.

O mangá fala sobre bullying e ilustra a temática com a história de Ishida Shouya, um garoto que tem como objetivo diário acabar com o tédio, e Nishimiya Shouko, uma garota portadora de deficiência auditiva.

Koe_no_Katachi_blog_comNN_1

Koe no Katachi, one-shot, pág. 1 (Abnormal Scanlator)

Continuar lendo